mansinho

tem aquelas coisas que são assim… interessantes… nem toda paixão é explosiva, como um depósito de armas e munições em chamas… mas tem aquelas que chegam de mansinho, conquistando cada espaço… tem gente que pensa que isso vai virar amiguinho e não quer ver nem pintado de ouro… mas a gente sabe que não vai virar amiguinho… apenas é diferente do que tomar no laço como se fosse gado… mas é perceber cada detalhe, apreciando como se fosse um bom vinho… como se fosse beijar cada pedaço do corpo dela para saber qual é o gosto que tem… enfim, se apaixonar é realmente bom… e de modo muito particular, prefiro o braseiro intenso às chamas crepitantes que logo se extinguem…