musa

apenas como uma abstração, lembrando de uma entrevista que ví de um músico que falou algo nesse sentido. Se atribuíssemos as partes do corpo profissões, diríamos talvez,  que a medicina fosse o coração, as engenharias fossem as pernas, a filosofia o cérebro, e por aí adiante, e ao ser questionado sobre o que seria a música, sua resposta foi essa, “ela seria o brilho nos olhos… um ser humano pode sobreviver de forma fisiológica, mas ele pode sonhar sem o brilho dos olhos?” aí complemento, sem sonhar o ser humano pode ir à algum lugar? esse brilho nos olhos, é o que nos mantém vivos e pulsantes… é aquele desejo ardente que nos invade e toma conta do que somos… e eu me recuso a perder isso… eu me recuso a apenas ser mais um… até um bom dia ou um abraço, há que ser especial, pois coloco minha alma nesses instantes, não será o melhor que há é óbvio, pois seria arrogância e burrice pensar dessa forma,  mas é o melhor que tenho… e por mais que as vezes me sinta um tolo me apaixonando por alguém, ou por uma causa… não desisto de acreditar… afinal, sou músico (meio boca é verdade), e não deixo de sempre estar apaixonado, apenas vamos trocando de musa… o que é uma pena… que bom seria se tivesse sido apenas uma…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s