anotações

se conhece uma pessoa pelos pequenos detalhes, por aqueles que não conseguimos esconder pois são tão mínimos, que nem nós percebemos que nos denuncia a forma de agir e de pensar a todo instante… por isso sempre acreditamos que somos diferentes dos pais e que jamais seremos como eles… aí o tempo vai passando, a insensatez natural dos 20 e poucos, começa a ceder, já que a dor e o sofrimento vai nos mostrando que as coisas são diferente do que acreditamos, então percebemos o quanto somos parecidos a eles, e que quantas coisas boas haviam ali, e deixamos passar… e começamos a correr atrás do tempo perdido, que já não volta… mas começamos a escrever uma história diferente, digo, tentamos escrever na verdade, porque descobrimos que mudar exige sacrifício, exige renúncia, e principalmente exige escolha… há que se ter um ardente desejo para empreender mudanças… aí notamos que somos falhos, como nossos pais também o são, pois são humanos, assim como qualquer um… e entender ou perceber que as escolhas que tomaram talvez tenham sido a melhor que podiam naquele instante diante das circunstâncias e das limitações de cada um, e isso abre todo um horizonte novo de compreensão, e faz a vida ganhar um colorido mais intenso e verdadeiro… afinal não precisamos escapar daquilo que é a raiz do que somos, e que um dia as sementes que plantaram em nós, germinarão dando frutos, misturados à outras plantas que estarão por aí pelo acaso da vida…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s