classe

A vida realmente tem um senso de humor refinado, que me coloca em algumas situações peculiares. A exemplo, poderia citar o teste de valores. Tenho por hábito não me interessar por mulheres que tenham namorados, noivos ou maridos, por uma questão muito simples… segurança, e se quem tem alguém me abre espaço para me aproximar, como confiar depois? se fez com um poderá fazer com outro…

Para isso desenvolvi algumas estratégias, afinal, quem disse que o instinto ou a libido se controlam? no máximo estabelecemos parâmetros hipoteticamente seguros… o que faço é procurar algum defeito, o que normalmente é fácil de encontrar, e o encanto se quebra… por exemplo: um falar como se estivesse na balada porém se está num restaurante, um mascar chiclete como se fosse um ruminante, ter maneiras de uma líder de torcida no meio de um shopping lotado… coisas que denotam uma certa falta de classe…

Todos esses itens anteriores não são excludentes, é claro, mas quando se tem de evitar se interessar pela mesma, ajuda, e muito… afinal mulher que me faça passar vergonha em público é carta fora do baralho..

Existe porém uma outra situação, que são aquelas que no andar, no seu jeito leve de sorrir e de falar, nas palavras simples, aquela coisa requintada, demonstram uma classe que me deixa aturdido no momento… fazendo uma analogia, ao invés de se mostrarem como se fossem um pedaço de carne no açougue, se mostram como se fossem uma jóia rara no balcão de uma joalheria…

Mulheres assim me deixam como arroz de terceira, fico a mercê de seus caprichos, e para piorar o quadro, sou tão discreto quanto uma revoada de hipopótamos, que até uma pedra poderia afirmar meus interesses… aí me pergunto, como ser coerente com aquilo que acredito? sinceramente não sei responder… e realmente, não sei nem se quero responder…

Anúncios

4 respostas em “classe

    • e dá aquela satisfação ter uma assim ao nosso lado!! além do que, é muito democrático, pois está ao alcance de todas…

  1. 😉 fato também válido para os homens de classe! A raridade é tamanha que quando nós, mulheres, nos deparamos com algum – seja rico, pobre, bonito, feio – porém educado e charmoso – as premissas caem por terra!

    • pessoas de classe são difíceis de encontrar, creio ser uma qualidade que está sendo abandonada… agora, ninguém é super herói e uma mais bonita que a outra sempre existirá… então como se fazer inesquecível? classe e charme…

      no caso do texto… realmente a vida se empenhou tanto em me ensinar como dói ser traído, que não fico com mulher dos outros… além de ser uma questão de segurança óbvia, é claro que não é fácil… afinal desejos não são controláveis, talvez adestráveis, porém as escolhas, essas sim… sobre elas exerço minha soberania… nas minhas escolhas, mando eu… =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s