mudança

a tomada de decisão sempre é solitária, pondera-se as opções, reavalia-se possibilidades e tendências… mas o resultado mesmo, só se saberá depois… uma vez eu disse, “mas eu volto!”… e se daqueles lábios que eu desejava, tivesse saído um, “eu espero”, eu não teria ficado nem seis meses longe… mas entre a morena que tinha alguém, e a loira que não, eu escolhi a loira… embarquei para os momentos de maior solidão que senti na minha vida… mas como o ser humano é um animal domesticável, fui me adaptando e fiz amizades que serão para o resto da minha vida…. aprendi muito do jeito mineiro, de entender o legado dessa terra para o país… de perceber a riqueza da cultura de onde venho… e principalmente, descobrir que liberdade é que nem saúde, só se sente quando falta… da importância das pessoas simples, da verdade que existe onde muitas vezes falta casa, roupa e comida… e agora chega a hora de mais uma mudança… confesso que sinto um frio no estômago… mas não é hora de se acomodar… quando nos acomodamos, a vida vem e nos sacode… então antes que aconteça isso, é melhor sacudir a vida e ver no que é que vai dar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s