estou aqui

Por aquelas curiosidades da vida, algumas coisas acontecem sem que tenhamos condições de fazer qualquer tipo de previsão. Ela dormia em cima do meu braço, tudo dentro do esperado e desejado. Enquanto ela ali largada ao meu lado, outra companhia estava presente sem qualquer pudor, a insônia. A mente martela inúmeras questões, dilemas, angústias, más lembranças e expectativas madrugada adentro enquanto ela se mexia, puxava a coberta e resmungava qualquer coisa. Então, dada hora há a necessidade de me levantar, retiro cuidadosamente meu braço para que não desperte e, vou aos poucos me afastando. Então num impulso, ela se vira e me puxa!! Imediatamente encosto de novo e digo, “estou aqui”… Isso posto, imagina a felicidade para quem é carente e gosta de mulher grudenta? O que posso dizer é, que das dúvidas até então reinantes, estas cederam espaço para uma certeza tranquila e concreta,  ela é do jeitinho que eu gostaria que fosse…

medo

eu a encontrei e desde a primeira vez que a vi, sabia que alguém muito importante para mim, estava ali… sei que me entreguei sem reservas, sem me preocupar com o dia de amanhã, sem o certo ou o errado… apenas estava ali, eu e ela… sei que o que mais deixou marcado foi ela se aninhando em meus braços, como se meu braço fosse sua coberta… tentei ficar acordado o maior tempo possível, pois finalmente havia entendido o que significava querer que o tempo parasse… mas ele não para… e por fim, nas escolhas que cada um toma, lamento que o medo tenha feito um estrago tão grande em cada um nós antes de nos encontrarmos, mas sei que um pouquinho meu vai com ela e um pouquinho dela fica comigo mas confesso que cada despedida dói fundo e essa, dói demais…