dessa vida

Eu e meu pai tivemos poucas conversas infelizmente, porém seria uma injustiça dizer que não foram profundas. Certa vez ele me disse, dessa vida não se leva nada a não ser o que se faz pelos outros. Independente do credo individual, já imaginou o difícil que é isso? Ainda que fosse aecista e defendesse valores reacionários, não vivia conforme… ele não dava esmolas, mas sim, dava do seu tempo, dos seus bens, fazia o que estava ao seu alcance pelos outros. Trocando em miúdos, vivia conforme o papa Francisco disse a respeito dos cristãos… Apenas não sabia… Enfim, as vezes acordo com alguma lembrança dos nossos poucos momentos, pérolas cultivadas no jardim da vida que deixo aqui para que não caia no meu esquecimento.