calma

Depois de algum tempo, experimentei uma calma que há meses não sentia… Não significa que já esteja tudo certo, apenas que descobri que há sim um bem querer perdido no meio de uma selva de medos sem saber como sair… 

Desgraçadamente a lei de afinidade é uma realidade! Em certo momento da minha vida me isolei, criei um muro ao meu redor, tranquei o portão e joguei a chave fora ficando sem saber como sair… Quem foi que a vida me trouxe? Alguém passando num momento muito parecido… Quiçá eu consiga encontrar a chave que abre o portão e consiga tirá-la de dentro…

Sei enquanto religioso que nada acontece sem que a gente tenha alguma necessidade relacionada com o problema… Talvez todos esses anos de exilio do amor tenham sido uma ótima escola, das lágrimas roladas todos esses anos no canteiro da vida, agora floresce algo que desconheço, algo talvez como a reciprocidade… Entretanto ainda é cedo para dizer, porém, parece ser… ou como sempre, a esperança que de fato seja…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s